• Arthur Gadelha

Amor de Mãe #04: A história se passa no passado?

Em seu Instagram, o ator Chay Suede parece ter revelado um grande segredo da novela: ela pode se passar no passado, mais especificamente em 2017

Como Amor de Mãe é a primeira novela de autoria íntegra da roteirista Manuela Dias, era de se esperar que a obra trouxesse um novo entendimento de desenvolvimento narrativo, elemento que vem se provando nessas quatro semanas em que está no ar.


Chegando perto dos 30 episódios, a história assusta principalmente por subverter constantemente algumas expectativas em torno de um centrismo na trama, e o tempo é um dos maiores responsáveis por isso. Nas mãos de Manuela além de tudo acontecer de maneira muito rápida, os plots que pareceriam ser guardados à sete chaves são revelados sem grande cerimônia para desencadear novas versões do mistério. Isso vem acontecendo com a identidade do Domênico, a relação de Sandro com o crime, a vida de Thelma pós-Danilo, o conflito ético-amoroso de Vitória e Davi, os caminhos sociais que giram em torno de Érika e Raul… Mas o que vem deixando muita orelha de pé é imaginar o que Manuela ainda esconde do público para apostar tanto nessa rapidez.


Ao ser perguntado em sua conta do Instagram sobre quando a novela se passa, por espectadores confusos com a cenografia, o ator Chay Suede deixou um número 17 como dica para o ano em que os eventos acontecem. Ao fim da terceira semana, a novela voa por alguns meses e, curiosamente, quando Lurdes vira páginas do calendário para expor a passagem do tempo, o quadro não registra o ano impresso, mas apenas os meses. Há um interesse específico nesse mistério?


À partir disso, é possível construir teorias sobre o destino dessa história. Chegaremos em 2019 com passagens por blocos temporais ou será de forma brusca? Algumas tramas estão avançando tão rapidamente, que pode chegar um momento em que ela dê voltas em si mesma. E se um grande evento acontecer e dividir a história ao meio?


Com quase 20 anos de Globo, a certeza é de que, pelo menos, Manuela deve ter uma noção muito ampla de soluções em dramaturgia. Do lado de cá, ficamos numa expectativa pulsante que, até agora, não fez questão de dar um tempo. Em Amor de Mãe, tudo é surpresa.