• Arthur Gadelha

📰 Em novo formato, 31º Cine Ceará concederá cachê para todos longas em competição

O festival de cinema acontecerá em formato presencial e virtual no período de 27 de novembro a 03 de dezembro de 2021

O Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema está com inscrições abertas e gratuitas, de 10 de agosto a 10 de setembro, para as mostras competitivas Ibero-americana de Longa-metragem, Brasileira de Curta-metragem e Mostra Olhar do Ceará da 31ª edição, que acontecerá de 27 de novembro a 03 de dezembro de 2021, em formato presencial e virtual. O regulamento e os formulários de inscrição para cada mostra estão disponíveis no site. Além da premiação aos vencedores, o Cine Ceará inova nesta edição com o cachê de R$ 6 mil reais para cada longa-metragem selecionado para a Mostra Competitiva Ibero-americana.


A edição de 2021 terá programação presencial em Fortaleza com o limite de público determinado pelo Governo do Estado no período do evento. No Cineteatro São Luiz serão exibidos os longas-metragens das mostras Ibero-americana e Olhar do Ceará. No Cinema do Dragão e no canal do Cine Ceará no YouTube serão exibidos os curtas-metragens da Competitiva Brasileira e da Mostra Olhar do Ceará.


A exemplo do formato adotado em 2020 por conta da pandemia da Covid-19, os longas-metragens da mostra competitiva poderão ser assistidos de casa e de qualquer lugar do país, através do Canal Brasil (canal por assinatura) e da plataforma de streaming dos Canais Globo e Globoplay, que exibirão esta programação do Cine Ceará simultaneamente e em única exibição. Haverá também atividades nas mídias sociais do festival.


INSCRIÇÕES


Cada uma das três mostras competitivas tem um formulário próprio no site do festival e as condições específicas de cada uma delas podem ser consultadas no regulamento.


A Mostra Olhar do Ceará é aberta a realizadores cearenses, radicados ou não no Ceará, e residentes no Ceará há mais de três anos. Podem ser inscritos filmes de curta e longa-metragem, concluídos a partir de janeiro de 2020, nos gêneros de ficção, documentário, animação ou experimental.


A Competitiva Brasileira de Curta-metragem é aberta a trabalhos de produtores e diretores brasileiros ou radicados no país há mais de três anos. Podem ser inscritos curtas de ficção, documentário, animação ou experimental de até 25 minutos, concluídos a partir de janeiro de 2020, que não tenham participado do processo seletivo de outras edições do Cine Ceará.


A Mostra Competitiva Ibero-americana de Longa-metragem é direcionada a produtores ou diretores de países da América Latina, Caribe, Portugal e Espanha, com filmes de animação, ficção, documentário ou experimental. Os longas inscritos devem ter sido concluídos a partir de 2020 com duração mínima de 60 minutos.


A curadoria do festival prioriza trabalhos inéditos e, no conjunto das mostras competitivas, reserva no mínimo 30% de participação para mulheres diretoras. O resultado será anunciado no dia 10 de outubro.


PREMIAÇÃO


O Júri Oficial da Mostra Competitiva Brasileira de Curta-metragem escolherá os vencedores do Troféu Mucuripe nas seguintes categorias: Melhor Curta-metragem, Direção, Roteiro e Prêmio da Crítica.


Na Mostra Competitiva Ibero-americana o Troféu Mucuripe será concedido aos vencedores nas categorias: Melhor Longa-metragem, Direção, Atuação Feminina, Atuação Masculina, Roteiro, Fotografia, Montagem, Trilha Sonora Original, Som, Direção de Arte e Prêmio da Crítica. O Melhor Longa, eleito pelo Júri Oficial receberá prêmio no valor de R$ 20 mil, a ser pago sob a forma de recursos para distribuição da obra no Brasil, dentro dos critérios do regulamento.


Serão agraciados também com o Troféu Mucuripe o Melhor Curta-metragem e Melhor Longa-metragem na opinião do Júri da Mostra Olhar do Ceará